Janot pede que Supremo reconsidere revogação da prisão de Paulo Bernardo   - Diário de Santa Maria

Operação Custo Brasil03/08/2016 | 15h59

Janot pede que Supremo reconsidere revogação da prisão de Paulo Bernardo  

Caso decisão de Toffoli seja mantida, procurador defende que a ação seja levada para apreciação da Segunda Turma do STF

Janot pede que Supremo reconsidere revogação da prisão de Paulo Bernardo   Diego Vara/Agencia RBS
O ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo Foto: Diego Vara / Agencia RBS
Agência Brasil
Agência Brasil

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão do ministro Dias Toffoli de revogar a prisão do ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo. Em documento entregue na terça-feira, Janot pede que a decisão de Toffoli seja reconsiderada. Caso a decisão seja mantida, o procurador defende que a ação seja levada para apreciação da Segunda Turma do STF.

A prisão do ex-ministro foi revogada no dia 29 de junho, atendendo a pedido da defesa. Paulo Bernardo foi preso durante a Operação Custo Brasil da Polícia Federal, um desmembramento da Lava-Jato.

Leia mais
Operação Custo Brasil: entenda a relação do caso com o RS
Paulo Bernardo é solto em SP e diz que sua prisão foi "arbitrária"
PT "esquece" ex-deputado gaúcho preso na Operação Custo Brasil

Janot afirma que "houve violação do devido processo legal" , na determinação de Toffoli, que antecipou uma decisão contra um ato da Justiça de primeiro grau. No texto, o procurador alega que o recurso deveria ter sido levado a outras instâncias, antes de chegar ao STF, e lembra casos anteriores, semelhantes ao de Paulo Bernardo, em que o ministro negou os pedidos.

"Como se vê de plano, a decisão ora agravada sequer foi submetida a uma decisão monocrática do tribunal de origem (Tibunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região), muito menos ao colegiado daquela Corte. Igualmente não foi submetida a decisão, monocrática ou colegiada do STJ (Superior Tribunal de Justiça). Não obstante, a liminar foi deferida em total descompasso aos recentíssimos e uníssonos precedentes perfilhados pelo próprio relator [Toffoli], conforme indicado acima", diz o texto.

Janot ressalta ainda que, em casos anteriores, o ministro defendeu que a reclamação, tipo de ação usado pela defesa de Paulo Bernardo, não poderia ser usada para "desvirtuar o sistema recursal". "O eminente relator — com acerto — já decidiu — em caso anterior, publicado há pouco mais de um mês — sobre a impossibilidade de utilização da reclamação como forma de desvirtuar o sistema recursal, permitindo-se, per saltum (por salto), o exame pelo STF de questões que deveriam ser inicialmente examinadas pelos meios ordinários e respectivos graus".

Segundo o procurador, ao julgar a ação levada pela defesa ao STF, o ministro Dias Toffoli reconheceu o descabimento da ação e, mesmo assim, decidiu por revogar a prisão do ex-ministro do Planejamento. Janot destacou ainda que foi legítima a investigação feita durante operação de busca e apreensão no apartamento onde vivem o ex-ministro e sua esposa, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Na segunda-feira, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça o ex-ministro e mais 19 pessoas. Paulo Bernardo foi denunciado pelos crimes de organização criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de receber recursos de um esquema de fraudes no contrato para gestão de empréstimos consignados no Ministério do Planejamento. Se a denúncia for recebida, o ex-ministro passa a ser réu na ação.

A reportagem da Agência Brasil não conseguiu contato com a defesa do ex-ministro Paulo Bernardo.

Leia as últimas notícias sobre a Operação Lava-Jato

*Agência Brasil

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMSanta Maria ganhará novo cursinho pré-vestibular https://t.co/FjzfzfdOin https://t.co/8RU8TyJudehá 2 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMOito candidatos a vice apresentam suas trajetórias https://t.co/SFmw6n2pvQ https://t.co/UzgPxDiQcHhá 2 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros