Expointer tenta desafiar momento conturbado do país  - Diário de Santa Maria

Mostra do agronegócio05/08/2016 | 14h13

Expointer tenta desafiar momento conturbado do país 

Feira, que chega à 39ª edição, foi lançada nesta sexta-feira, em Esteio 

Expointer tenta desafiar momento conturbado do país  Tadeu Vilani/Agencia RBS
Estruturas do parque Assis Brasil, em Esteio, passam por reparos para a feira, que se inicia no último final de semana do mês Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Realizada ainda em meio à crise política e à recessão, a 39ª Expointer, lançada nesta sexta-feira, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, traz para o agronegócio o desafio de um bom resultado apesar do momento conturbado atravessado pelo país. A edição de 2016 será entre os dias 27 de agosto e 4 de setembro. 

A despeito da economia ainda andando para trás, há a percepção entre a maior parte das entidades promotoras de que o campo, em situação privilegiada na comparação com outras atividades, ainda pode alcançar o objetivo de pelo menos ser o ponto de partida de negócios que serão fechados nos próximos meses, ao mesmo tempo em que proporciona integração e expõe a ponta da tecnologia nas máquinas agrícolas e na genética animal. As projeções de faturamento, porém, ainda são cautelosas.

— A Expointer é, com certeza, a melhor expressão do campo que trabalha, produz e dá certo — disse na cerimônia de lançamento da feira o governador José Ivo Sartori.

Para o secretário da Agricultura, Ernani Polo, após a edição do ano passado ter sido marcada pela superação para recuperar o parque após o temporal que destruiu várias instalações, agora está à frente da Expointer a missão de driblar a crise.

Leia mais:
Expointer 2016 começa a ser montada
Feira terá presença menor de animais
Expointer 2015 termina com queda nos negócios

— Talvez esta seja a Expointer do desafio —

No setor de máquinas agrícolas, segmento que de longe mais fatura durante a feira, a percepção é de que, se igualar o volume de vendas do ano passado, R$ 1,69 bilhão, já será um resultado positivo. A grande safra gaúcha de grãos — apesar de quebras na Metade Sul por fatores climáticos — pode ajudar a alavancar negócios.

— A agricultura é o único setor do país que está capitalizado — lembra o presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas do Rio Grande do Sul (Simers), Claudio Bier, avaliando que, após o desfecho do processo de impeachment, os agricultores vão voltar a investir.

Na agricultura familiar, a expectativa é de faturar mais de R$ 2,4 milhões, projetou Nestor Bonfanti, representante da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag), na cerimônia desta sexta-feira.Os reflexos da economia em retração, no entanto, já apareceram no número de animais inscritos. Para este ano são 4.285 exemplares, quase 10% abaixo do ano passado, reflexo dos altos custos para transporte e estadia no parque.

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAssaltante esfaqueia taxista e é preso em Santa Maria https://t.co/3fwdKZFDrJ https://t.co/AMauaJdQmAhá 1 horaRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMBom dia! Previsão indica que a nebulosidade logo se dissipa e não deve chover. Faz 7ºC. A máx. chega até 25ºC de ta… https://t.co/ZfVl2dXhvuhá 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros