Candidatos elencam sua prioridade à frente da prefeitura de Santa Maria - Diário de Santa Maria

Eleições 201616/08/2016 | 06h17Atualizada em 16/08/2016 | 06h17

Candidatos elencam sua prioridade à frente da prefeitura de Santa Maria

Campanha eleitoral começa oficialmente nesta terça-feira

Candidatos elencam sua prioridade à frente da prefeitura de Santa Maria Ronald Mendes/Agencia RBS
Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS

A temporada de caça aos votos dos eleitores de Santa Maria está oficialmente aberta. A partir desta terça-feira, começa oficialmente a campanha eleitoral. Mas o que fará com que você se decida por um por outro candidato?

Rádio Gaúcha SM entrevista os candidatos à prefeitura municipal

O Diário questionou aos oito prefeituráveis sobre qual será a bandeira prioritária de cada um durante esse período de campanha eleitoral. Os temas elencados foram, basicamente, quatro: uma gestão mais eficiente, saúde, segurança e ferramentas democráticas de participação popular (veja abaixo).

Busca pelo voto começa nesta terça-feira em Santa Maria

O Diário conversou com Dejalma Cremonese, professor do departamento de ciências sociais da UFSM e doutor em Ciência Política, que avaliou  que o momento é de extrema importância para o eleitor saber o que os prefeituráveis têm a oferecer ao município:

– É preciso discernir o que é descabido do que é possível fazer. Aquele candidato que diz que pode fazer tudo e que fará tudo, apenas estará tentando um atalho até o poder. Essa é uma eleição que se destacará por quem tem um projeto viável e pé no chão.  É bom destacar que não existe um salvador. O recado que deixo é: fujam de discursos rasos.

O primeiro compromisso desta terça-feira dos oito candidatos é com uma entrevista ao vivo na Rádio Gaúcha/SM, em parceria com o Diário, das 8h10min às 10h, que pode ser acompanhada no site ou facebook do Diário. Cada prefeiturável terá 10 minutos para responder às perguntas sobre três  áreas elencadas como prioritárias por 41 bairros da cidade na série Diário no Bairros/Eleições 2016: infraestrutura, segurança e saúde.

Cada candidato respondeu ao Diário qual a sua principal bandeira como prefeito de Santa Maria. Confira (os candidatos estão apresentados de acordo com a realização das convenções partidárias):

WERNER REMPEL (PPL)

– Bandeira: Saúde
– Como seria: Prioridade será a saúde pública do município. A forma de solucionar os problemas da área será por meio da criação de uma fundação pública, que terá o papel de  substituir a atual Secretaria de Saúde. O método de trabalho será coletivo, a exemplo da pasta da Saúde e das demais, e, assim, ¿muitas mãos farão mais do que poucas¿. O objetivo é perseguir a implementação de políticas públicas eficientes para a qualificação permanente da saúde 

JADER MARETOLI (SD)

– Bandeira: Gestão eficiente
– Como seria: Uma gestão eficiente com metas e com resultados. Dessa forma se buscará trabalhar com um planejamento permanente. Nesse contexto, todos secretários de governo terão metas e obrigações e deverão apresentar resultados. Do contrário, os secretários de município serão exonerados de suas atividades. Com isso, será possível conseguir ter melhorias nas mais variadas áreas do setor público. E ainda um maior dinamismo e resultados em todas as pastas da prefeitura 

MARCELO BISOGNO (PDT)

– Bandeira: Gestão pública eficiente
– Como seria: Gestão pública eficiente com a colocação de metas e com resultados voltados àquelas áreas mais prioritárias. O secretariado será avaliado com metas e seria substituído em caso de não atingir os objetivos previamente acordados. O governo trabalhará na capacitação dos funcionários. O entendimento é que o serviço público funcionará de forma satisfatória. Para isso, a estratégia é aliar o conhecimento técnico ao acolhimento humanizado dos contribuintes  

ALCIR MARTINS (PSol)

– Bandeira: Construção de uma cidade radicalmente democrática
– Como seria: A construção de um governo com participação popular. A aplicação do orçamento municipal ocorreria em decisão conjunta entre Executivo e conselhos de bairros, a chamado democracia orçamentária, que contaria com recursos provenientes da doação de parcelas dos salários do prefeito, vice e secretariado. A estimativa é de uma economia, por ano, de R$ 2,3 milhões que seriam aplicados em áreas definidas pela população 

JORGE POZZOBOM (PSDB)

– Bandeira: Segurança
– Como seria: Criação de um Plano Municipal de Segurança Pública, em que serão desenvolvidas ações estratégicas e coordenadas, a partir do levantamento detalhado dos índices de criminalidade em todas as regiões da cidade. Com a reorganização do Centro de Monitoramento, o foco é promover a efetiva integração dos órgãos de segurança, cobrindo as áreas de risco com maior eficiência. Conjuntamente, será ampliada a atuação da Guarda Municipal

VALDECI OLIVEIRA (PT)

– Bandeira: Saúde
– Como seria: O compromisso é o de ampliar o Estratégia de Saúde da Família (ESF) e viabilizar a melhoria e a informatização das unidades básicas, com a implantação do teleagendamento. Ainda há a intenção de ampliar o terceiro turno na rede municipal de saúde. Para a área, uma das bandeiras é a viabilização do hospital regional, com definições sobre gestão e abertura da unidade. E ainda uma das metas é evitar a devolução de recursos para programas vinculados à União

FABIANO PEREIRA (PSB)

– Bandeira:
Gestão eficiente e cidade humanizada
– Como seria: A adoção de uma administração eficiente de forma que os serviços a serem prestados honrem com os impostos pagos pelos santa-marienses. A administração pública trabalhará com uma gestão por metas e resultados voltadas àquelas áreas mais prioritárias. A gestão deve unir a cidade em torno de um projeto que olhe para a frente, valorizando o que já foi construído e avançando com segurança para fazer o que precisa ser feito  

PAULO WELLER (PSTU)

– Bandeira: Construção de um governo com apoio popular
– Como seria: O poder público estaria efetivamente sob o controle dos trabalhadores, por meio de conselhos populares. Caberia a eles, portanto, decidir os rumos da administração municipal. Sendo assim é preciso reconhecer e fortalecer os conselhos populares como instância de deliberação, tendo, inclusive, poder superior ao do Legislativo. Ou seja, se buscaria por meio desse conjunto de medidas viabilizar um governo socialista 

Foto: Arte / DSM
 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSM"Fallen" estreia no cinema de Santa Maria esta semana https://t.co/JMwktlXDzm https://t.co/s2QL3lDKpjhá 1 horaRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMOperação policial em defesa de mulheres vítimas de violência é deflagrada em Santa Maria https://t.co/ouuks3w7No https://t.co/1vHtqZRbdWhá 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros