Lula, Delcídio e outros cinco viram réus por tentar obstruir a Justiça - Diário de Santa Maria

Operação Lava-Jato29/07/2016 | 16h01Atualizada em 29/07/2016 | 18h16

Lula, Delcídio e outros cinco viram réus por tentar obstruir a Justiça

Ex-presidente e outros acusados têm 20 dias para apresentar defesa

Lula, Delcídio e outros cinco viram réus por tentar obstruir a Justiça Fernando Frazão/Divulgação
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Fernando Frazão / Divulgação
Estadão Conteúdo e Agência Brasil

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, aceitou, nesta sexta-feira, a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) e transformou sete pessoas em réus por obstruir a Justiça tentando comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró no âmbito da Operação Lava-Jato

Leia a íntegra da decisão

Além do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de Delcídio Amaral, também foram acusados o ex-chefe de gabinete do ex-senador Diogo Ferreira, o banqueiro Andre Esteves, o advogado Edson Ribeiro, o pecuarista José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai.

Leia mais
Magistrados repudiam petição levada por Lula a comitê da ONU
Lula orientou reforma no sítio em Atibaia, afirma laudo da PF
MPF informa ao Supremo que Delcídio Amaral violou medidas cautelares  

Todos os envolvidos são investigados por tentar impedir o ex-diretor da Área Internacional da estatal de assinar acordo de delação premiada. O caso veio à tona com a prisão de Delcídio, em novembro do ano passado. Em uma gravação feita pelo filho de Cerveró, Delcídio aparece oferecendo dinheiro e a possibilidade de uma fuga para fora do país para que Cerveró não contasse o que sabia ao Ministério Público.

A denúncia foi oferecida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em maio. No documento, Janot afirma que o ex-presidente cumpriu "papel central" na trama para tentar comprar o silêncio de Cerveró e "embaraçar" as investigações da Lava-Jato. 

A denúncia estava inicialmente sob a condução do ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). O processo, no entanto, desceu para a primeira instância após Delcídio perder o foro privilegiado e foi desmembrado da Lava-Jato porque Teori entendeu que os fatos da denúncia não tinham relação com a investigação sobre o esquema de corrupção na Petrobras conduzida no Paraná pelo juiz Sergio Moro.

Os réus têm 20 dias para apresentar sua defesa à acusação.

Leia as últimas notícias de Política

*Com informações da Agência Brasil e Estadão Conteúdo

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMHusm e Hospital de Caridade são condenados por negligência https://t.co/8jThoUgtXX https://t.co/yIPd653L91há 9 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMSete dos oito prefeituráveis assinam compromisso junto à Comissão de Combate à Corrupção https://t.co/yhlFe2ad2R https://t.co/MaefbrF1Cbhá 9 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros