Confira mais de 2 mil vagas em cursos gratuitos no Estado - Diário de Santa Maria

Hora de se reciclar!30/07/2016 | 08h04Atualizada em 30/07/2016 | 08h04

Confira mais de 2 mil vagas em cursos gratuitos no Estado

Levantamento apresenta vagas em cursos gratuitos em diferentes partes do Rio Grande do Sul

Confira mais de 2 mil vagas em cursos gratuitos no Estado Adriana Franciosi/Agencia RBS
Everton é um exemplo de bom aluno Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

Cansada de procurar emprego como serviços gerais, depois de um ano desempregada, Kelly Morais, 27 anos, moradora do Morro Santana, em Porto Alegre, decidiu se reciclar para tentar uma oportunidade em outra profissão. Inscreveu-se no curso de costureiro industrial, um dos muitos oferecidos gratuitamente pela Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais, que fica na Zona Norte da Capital. Entusiasmada com a oportunidade, Kelly já pensa em abrir a própria empresa e se especializar na produção de roupas femininas para tamanhos acima do número 44. Desempregados entre 25 e 50 anos, como Kelly, estão se tornando mais comuns nos cursos da Fundação, segundo a gerente administrativa dos Bancos Sociais, Lucelene Navarro.

— O mercado de trabalho está retraído e quem nos procura é porque está percebendo a necessidade de se aperfeiçoar — reforça Lucelene. 

Kelly quer uma nova oportunidade no mercado de trabalho Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

Vagas
Em meio à retração do mercado de trabalho — 35 mil postos formais com carteira assinada foram fechados em junho no Rio Grande do Sul, segundo levantamento do Dieese, Fee e FGTAS —, a alternativa pode ser buscar conhecimento enquanto é preparada a volta à ativa. De repente, em uma nova função.

O Diário Gaúcho fez um levantamento nesta semana e encontrou mais de 2 mil vagas gratuitas em cursos e oficinas destinados a qualificar a mão de obra no Estado. As oportunidades vão desde oficina de apresentação em entrevistas, oferecida pela FGTAS/Sine de Canoas, a cursos profissionalizantes.

Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais oferece diversos cursos gratuitos. Há fila de espera Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

Especialização
No caso da Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais, não há distinção de idade. E foi esta abertura para todas as faixas etárias que fez o gráfico aposentado e construtor civil Everton Soares, 66 anos, de Alvorada, voltar aos bancos escolares. Acostumado a virar massa nas obras, ele queria se especializar na colocação de cerâmica. Nesta semana, concluiu o curso de pedreiro revestidor. Faceiro com a chance de ganhar conhecimento, Everton iniciou no dia seguinte na Fundação o curso de marcenaria.

— Ficar de braços cruzados não vai adiantar nada. A gente precisa fazer acontecer — ensina.

Everton está no segundo curso gratuito e quer mais! Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

Persistência
Mais do que qualificação profissional, persistência também é importante para conquistar uma vaga. Dos 20 alunos que começaram o curso de pedreiro revestidor, junto com Everton, por exemplo, apenas 15 se formaram. Especialistas no assunto alertam que não se pode desistir da oportunidade na primeira dificuldade. Há dois meses, o Colégio Dom Bosco abriu inscrições para o curso técnico gratuito em Impressão Gráfica. O número de inscritos ultrapassou a meta. O problema foi que muitos não retornaram com os documentos para a inscrição. Por isso, o curso ainda não começou.

Já a Uergs lançou o programa Melhor Idade, que está com inscrições abertas para interessados em frequentar a universidade em cursos rápidos. A única exigência é ter acima de 30 anos.

Leia mais
Atenção, desempregados: Sine de Porto Alegre oferece 90 vagas a partir de segunda-feira
RS perdeu mais de 10 mil vagas formais de emprego em junho

Mulheres são maioria no curso de costureiro industrial Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

Terceira idade
De acordo com os idealizadores, o projeto foi baseado em dados da Organização Mundial da Saúde que apontam o Brasil como sexto país com o maior número de idosos, com cerca de 35 milhões de adultos com 65 anos ou mais, até 2025. Segundo o pró-reitor de Extensão, Ernane Pfüller, o objetivo é preparar os adultos para uma ¿boa velhice¿. São 150 vagas nos campi de Porto Alegre, Guaíba, Alegrete e Tapes.

– Espera-se que esta oportunidade cumpra com o papel de capacitar tanto os adultos de uma forma preventiva para uma boa velhice quanto os da terceira idade — diz Ernane.

CLIQUE EM CADA ATIVIDADE E CONFIRA TODOS OS CURSOS GRATUITOS DISPONÍVEIS


 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMBM encontra mais de 100 pedras de crack em casa na região norte de Santa Maria https://t.co/UobjAdgC95 https://t.co/iN1DGptmcYhá 2 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAcidente deixa uma motorista morta na ERS-342 em Cruz Alta https://t.co/lVJnmkEgNW https://t.co/JxiB5vzdwUhá 3 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros