Uma secretária motivada por novos desafios - Cultura e Lazer - Diário

Versão mobile

Marta Zanella01/02/2017 | 10h00Atualizada em 01/02/2017 | 10h00

Uma secretária motivada por novos desafios

Secretária de Cultura, Esporte e Lazer de Santa Maria garante que não haverá retrocesso apesar da fusão das duas pastas e da falta de recursos

Uma secretária motivada por novos desafios Maiara Bersch/Agencia RBS
Professora aposentada e muito ligada à cena da cultura tradicionalista de Santa Maria, Marta foi o nome apontado pelo governo Pozzobom e Cechin para encabeçar a nova pasta Foto: Maiara Bersch / Agencia RBS

Quando recebeu o convite para ser Secretária Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Marta Zanella, 57 anos, sabia a grande responsabilidade que iria encarar se aceitasse. Decidida e determinada, ela topou. Graduada em Ciências Exatas e Biologia pela faculdade de Filosofia, Ciência e Letras de Cachoeira do Sul, Marta lecionou em escolas públicas e privadas de Santa Maria, onde vive há 30 anos.

Em 2008, candidatou-se pela primeira vez ao cargo de vereadora pelo PMDB. Ficou entre os suplentes. No mesmo ano, assumiu a Secretaria de Assistência Social. Em 2012, eleita vereadora pela primeira vez, encarou um dos mandatos mais conturbados da história do Legislativo, após a tragédia da Kiss, em 2013, cassação de vereadores e problemas de saúde de colegas da Câmara de Vereadores. Esses e outros fatos atípicos, segundo ela, a tornaram uma mulher mais forte e preparada.

Casada com o professor universitário Irineo Zanella e mãe de três filhos, Andrisa, Ângela e Andrigo, Marta se define como uma mulher motivada por esses desafios. Por isso, no início de 2017, após ser empossada para exercer seu segundo mandato na Câmara de Vereadores (ela foi a única candidata reeleita de sua sigla), pediu licença de seu cargo no Legislativo para abraçar a Cultura, o Esporte e o Lazer do Coração do Rio Grande, mesmo em um contexto delicado.

Show de Ney Matogrosso em Santa Maria está em fase de negociação

No fim do ano passado, o então prefeito eleito Jorge Pozzobom já havia declarado que as prioridades de seu governo seriam saúde, segurança e desenvolvimento econômico. Além disso, ele anunciou o fim do já tradicional evento de balonismo e propôs uma reforma administrativa que, entre outras novidades, promoveu a polêmica fusão da pasta de Cultura com a de Esporte e Lazer.

Professora aposentada e muito ligada à cena da cultura tradicionalista de Santa Maria, Marta foi o nome apontado pelo governo Pozzobom e Cechin para encabeçar a nova pasta.

– Primeiro me sondaram para assumir a Secretaria de Educação, mas eu acredito que já dei minha contribuição nessa área, na qual atuei por muitos anos. Depois, o governo me ofereceu a nova pasta, que eu encarei como um presente, pois gosto de novas provocações, de estudar, ir atrás e fazer a diferença – afirma Marta.

Marta posa na SUCV, nova sede de sua secretaria Foto: Maiara Bersch / Agencia RBS

Aos agentes da cultura e do esporte, Marta Zanella explica que a proposta do novo governo é de um desenvolvimento endógeno, com a exaltação das coisas locais, no qual ela acredita.

– Valorizar as pessoas da cidade, fomentando a área cultural e desportiva daqui. Eu não sou contra trazer gente de fora. Temos de trazê-los. Mas também temos de levar os nossos para fora. Temos que promover os nossos e ficar atentos à inclusão social. Não adianta ter grandes projetos e não inserir pessoas que não têm condições dentro deles. Unindo desenvolvimento interno e a inclusão, com certeza, Santa Maria será uma cidade melhor daqui um tempo – acredita a secretária.

Com olhar otimista, Marta acredita que a união das pastas não acarretará perdas para as áreas envolvidas e que é importante para o município ter uma identidade cultural forte.

7 atrações para curtir a noite de quarta em Santa Maria

A secretária também vê como positiva a meta do Executivo de priorizar saúde, segurança e desenvolvimento econômico, em detrimento de outras áreas – como a dela própria:

 Todo o governo é assim. Não adianta tratar tudo como prioridade senão você acaba sem nenhuma. E as desse governo são a saúde, a segurança e o desenvolvimento econômico. Afinal, o problema de espera em hospitais e a falta de profissionais na área é histórico e precisa ser tratado com atenção.

Apesar de ainda não saber com quanto dinheiro poderá contar – já que o orçamento pós-reforma administrativa ainda precisa ser aprovado – ela tem certeza de que não haverá retrocesso em sua área:

– O que já estava previsto será mantido, pois não se pode retroceder.Nas próximas edições do Diário, confira os maiores desafios de Marta no setor da Cultura.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCondomínios já investem em espaço para convivência de pets em Santa Maria https://t.co/20SNfBZ62r https://t.co/MiTn2PQxAZhá 3 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMPreço da gasolina pode subir de 7 a 10 centavos em Santa Maria https://t.co/JzI1qjy7NU https://t.co/uKle0oqG5whá 23 minutosRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros