Cronistas do Diário: Por aqueles cavalos, de Jumaida Rosito  - Cultura e Lazer - Diário

Versão mobile

Opinião13/01/2017 | 06h55Atualizada em 13/01/2017 | 06h55

Cronistas do Diário: Por aqueles cavalos, de Jumaida Rosito 

Cronistas do Diário: Por aqueles cavalos, de Jumaida Rosito  Arte Rafael Guerra / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Arte Rafael Guerra / Agência RBS / Agência RBS

¿Que calor insuportável!¿, resmunguei de dentro do carro refrigerado, enquanto amargava uma tarde de verão, no trânsito travado de Santa Maria. Com o canto do olho, percebi um cavalo que nos ultrapassava, a galope; não estava só, levava com ele uma carroça abarrotada pela coleta do dia, e um condutor de olhar ausente, que lhe açoitava o lombo, reluzente de suor. Puxando carroça... a galope... 50°C... Lembrei de um fato semelhante e do que escrevi, naquela ocasião, para aliviar o meu desconforto. Desengavetei e compartilho, com recortes e adaptações. Talvez seja pouco, mas é o que posso fazer pela causa, por enquanto.

¿Em certos dias, minha alma entra em consonância com as dores do mundo; não todas, é evidente – que mortal suportaria? São breves esses momentos, mas é como se um portal se abrisse agudizando essas dores (até então, convenientemente apartadas). De repente, sou una com os bichos urbanos maltratados, trazidos ao mundo por humanos inconsequentes. Criaturas abandonadas, sempre que o tédio ou a conveniência falam mais alto. Sinto o pontapé dado por diversão ou raiva, o horror dos matadouros. Graças a Deus, são breves esses momentos, mas como doem!

Um mistério como se aguça em mim essa consciência. Hoje, o gatilho foi o olhar de um cavalo atrelado a uma carroça. Animais magníficos, já conformados em nos servir por esporte, por status, como terapeutas, burros de carga. Há tanto tempo, estão a nosso serviço, que são 'apenas' cavalos, como 'apenas' são os cães, as aves domésticas ou gatos. Ligaram-se a nós como complementos, dispomos deles como nos apraz. Uns ainda recebem mimos de brinquedo novo, outros, nascem com o destino de tantos humanos, sobrevivem, longa e dolorosamente.

Leia mais textos dos cronistas do Diário 

Pois, hoje, ao estacionar e abrir a porta do carro, retardei minha saída para dar passagem à carroça que, por cautela, parou ao meu lado; nesse momento, nossos olhos se encontraram, bicho e gente, e nos ligamos. Ali, o portal da dor foi aberto. O animal, com a perfeição de sua morfologia, me considera com um olho apenas, sem virar a cabeça em minha direção. Durou um segundo nosso diálogo mudo e essa sintonia. Envergonhada, lamentei por seus ossos à mostra, pelos poucos panos velhos protegendo o lombo sobrecarregado e curvo, pela carga monumental que puxava no calor já escaldante da manhã. Mas seu olho não me censurava, apenas me perguntava: Por quê? Até quando teria de suportar? Quando voltaria a ser livre, e a embriagar-se com o cheiro do capim fresco de lugares que nunca conheceu, mas que intuía, por puro instinto.

Como podemos aprisionar criaturas tão divinas, e agora falo de bichos e gente? Como podemos humilhá-las com descaso, dispondo de suas vidas, tomando sem pedir? Nasceram para isso, dirão alguns, pelo menos os cavalos. Pode ser, mas alguma coisa está errada. Não é o trabalho aviltante, ou a condição miserável de vida, nem sua resignação comovente; errada é a nossa postura – nós não os enxergamos, bichos e gente! Devemos a eles, por nos aliviarem a carga, pelo nosso descomprometimento. Mas, diante deles, desviamos os olhos, quando, justamente aí, deveríamos fitá-los longa e amorosamente, devolvendo a eles, bichos e gente, a dignidade que lhes foi tomada. Sentir com eles.

Disse, então, àquela criatura, na fração de segundo de nosso encontro, que não tinha resposta para suas perguntas, mas que costumamos aprisionar também os da nossa raça, às vezes, nossos próprios afetos; às vezes, a nós mesmos. Pedi desculpas, embaraçada. Com grande esforço, fechei o portal da dor, deixei que ele se fosse e respirei fundo, fingindo que viver e ver não dói.¿

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCurioso para conhecer o novo shopping de Santa Maria. Espia este vídeo aí. https://t.co/pAvOvTjFe9 https://t.co/dzzTQi36E2há 53 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMJá pensou no que vai fazer hoje à noite em Santa Maria? Tem 20 dicas aí para você https://t.co/f4ruVjahP9 https://t.co/wvJNqNT7jbhá 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros