Cronistas do Diário: "Não venha para praia se...", por José Otávio Binato - Cultura e Lazer - Diário

Versão mobile

Opinião28/01/2017 | 06h06Atualizada em 28/01/2017 | 12h54

Cronistas do Diário: "Não venha para praia se...", por José Otávio Binato

Cronistas do Diário: "Não venha para praia se...", por José Otávio Binato Arte Rafael Guerra / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Arte Rafael Guerra / Agência RBS / Agência RBS
José Otávio Binato

josebinato@terra.com.br

Estou na praia do Imbé aproveitando o sol e o mar, que estão ótimos. Como são poucos os que podem vir para uma praia, escrevo para esses. Sou otimista! Então, não estou reclamando de nada. Quero só deixar uns recadinhos para aqueles que pensam em vir dar uma descansada nessas praias maravilhosas. Portanto, não venha a praia se... ...se você não gosta de vento.

Principalmente o nordestão, que levanta tudo pela frente, incluindo o guarda-sol, as cadeiras e os magrinhos. Bonés e chapéus requerem uma corrida de cem metros rasos. Dá dó de ver os mais gordinhos correndo. ...se você não gosta de areia. Levada pelo vento, ela penetra em tudo. Mastigá-la é um passatempo dos mais interessantes.

Leia mais textos dos cronistas do Diário  

O milho verde fica uma delícia, pois gruda com a margarina e fica um manjar dos deuses. Sabe os seus tapetes do carro? Limpinhos? Pois é, se encherão de areia e não há aspirador de pó que limpe. ...se você não prefere crianças. Sim, elas irão passar bem perto de você jogando areia, bolas, saco de salgadinhos. Quando não pegam o seu lanche – sim, elas pegam – e você não pode fazer nada. Melhor é dar uma risadinha e pensar ¿o que é isso? Apenas um salgadinho.¿ ...se você não gosta de grupos grandes de pessoas. Vizinhos de guarda-sol são um capítulo a parte. Conversam alto, falam o tempo todo ao celular, depois de beber algumas..., bem, aí, a coisa fica difícil.

Não sei porque, mas nessas famílias há moças muito interessantes. São econômicas em seus biquínis quase imperceptíveis e fazem com que você necessite ficar olhando sempre para o mar. Ou enterre os olhos no Diário de Santa Maria. Sua companheira vai ficar no seu pé. E é essa moça tão formosa que vai sacudir a toalha de banho onde ficou se remexendo toda a manhã. Você vai reclamar? Nunquinha! Então, não venha para a praia!...se você detesta vendedores.

Eles são milhares. Vendem óculos, roupas, jóias, queijo, picolé, chapéus, algodão doce, pipas, planos de saúde e de celulares. De tudo. Até que não insistem muito, mas quando você deita, à tarde, para uma dormidinha merecida, começa a gritaria com amplificador de dezenas de decibéis. Você não aguenta mais rapadura e melado da colônia. ...se você não gosta de filas.

Para comprar qualquer coisa, tem fila. Enormes, demoradas, sem graça. Você viajou quase 500 quilômetros e está ali, pensando na vida, na família, no trabalho. É nessa hora que vem a pergunta: mas, afinal, o que tô fazendo aqui? Ora, a resposta é bem simples: estou de férias, descansando, sem ter muito o que fazer, curtindo a família, os amigos.

Agora, se você enfrenta alguma das dificuldades citadas acima, fique em casa. Mande a família para o litoral, e fique cuidando do cachorro, da casa e de você. Quem sabe, não seja esse o melhor descanso.

 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMVÍDEO: entre saltos e rodopios, patinadores encantam a plateia https://t.co/h4TUokBhl5 https://t.co/IQy0pT1n3Whá 13 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCorpo de funcionário de universidade é encontrado em Santiago https://t.co/PkdN7kyyHK https://t.co/8kfjRZ9Qknhá 2 diasRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros