A inflação personalizada   - Cultura e Lazer - Diário

Versão mobile

Opinião28/12/2016 | 15h47Atualizada em 28/12/2016 | 15h47

A inflação personalizada  

A inflação personalizada   Arte Rafael Guerra / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Arte Rafael Guerra / Agência RBS / Agência RBS

Trabalhava no setor de finanças. Fez os cálculos dos últimos reajustes, percebeu a perda do poder aquisitivo e foi falar com o chefe:

– Com licença, pode me dar um minutinho? É que eu estou me sentindo meio lesado aqui na empresa nas últimas negociações.

– Mas nós pagamos sempre acima da inflação.

– Esse é justamente o problema. A inflação. Ela faz uma média de preços, e é aí que estou perdendo. E o senhor sabe que entendo do negócio.

– Pode me dar alguns exemplos?

– Alimentos, por exemplo. Em geral, eles baixaram de preço. Mas eu faço minhas refeições fora de casa. E essas aumentaram. Outra situação. Os gastos com transporte, lazer, equipamentos eletrônicos, gastos com empregada, todos aumentaram acima da inflação. E o que não faz parte da minha vida, como os aluguéis, por exemplo, baixaram.  

– O que você sugere, então?

– Que, em primeiro lugar, seja considerado o estilo de vida da pessoa que trabalha aqui. Não somos uma empresa que produz artigos sob medida para nossos clientes? Então, está na hora de entender que as pessoas que trabalham aqui possuem necessidades e gastos diferentes. Por exemplo: pessoas que têm filhos, e aqui podemos incluir os afilhados, possuem necessidades diferentes das que não têm. Colaboradores definitivamente solteiros gastam de outra forma em relação a pessoas com algum nível de relacionamento, incluindo os assumidamente casados.

– O senhor sugere, então, que se vasculhe a vida pessoal de cada um para saber quem faz o que fora daqui e quanto tem de despesas? Depois, que se calcule a inflação específica de seus gastos e o percentual de reajuste?

– Exatamente.

– E quem faria isso, partindo do pressuposto que todos vão aceitar contar a sua vida?

– Eu posso fazer isso.

– E vai querer ganhar pelo trabalho, certo?

– Naturalmente.

– Terás dois aumentos, então: um pelo novo cálculo e outro pela nova tarefa.

– Não tinha pensado nisso.

– Tenho outra proposta para ti: pensa em uma maneira de a empresa lucrar mais, que posso te dar um aumento. Enquanto isso, vou pensando no que me disse.

 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAssaltantes amarram casal de agricultores e fogem levando dinheiro e um carro https://t.co/bp0ydKBG8p https://t.co/A7KW3xj4gOhá 3 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMNova loja de shopping abre 16 vagas de empregohttp://bit.ly/2AZy0UU https://t.co/ynjKeTqcqGhá 4 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros