Crônistas do Diário: "Um dilema atual", por José Otávio Binato - Cultura e Lazer - Diário

Versão mobile

Opinião12/11/2016 | 15h44Atualizada em 12/11/2016 | 15h52

Crônistas do Diário: "Um dilema atual", por José Otávio Binato

Quem sabe não seria o momento para refletirmos sobre nossos erros e não o dos outros?

Crônistas do Diário: "Um dilema atual", por José Otávio Binato Arte Rafael Guerra / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Arte Rafael Guerra / Agência RBS / Agência RBS
José Otávio Binato

josebinato@terra.com.br

Você lembra em quem votou para vereador há um mês atrás? Custou um pouco a lembrar? Imagina o ano que vem. A maioria de nós precisará puxar pela memória para lembrar. E dos deputados que votamos há dois anos atrás? Esquece! Nós votamos movidos muito mais pelos aspectos inconscientes do que conscientes. Se eu perguntar por que votaste em determinado político, ficaria mais difícil de achar a resposta, certo? Onde quero chegar?

No voto obrigatório que ainda nos coloca diante de uma realidade cruel. Eu preciso votar, sou obrigado a votar. Então, não me responsabilizo por conhecer os candidatos, seu partido, suas alianças, sua plataforma e, principalmente, seu perfil moral. Até porque, nos santinhos, só há promessas inúteis, futilidades demagógicas e mentiras deslavadas. Não existe possibilidade concreta de uma interatividade com os candidatos a vereador. Imagina com deputados e senadores.

Leia mais textos dos cronistas do Diário

Nos últimos meses, pais e filhos têm me relatado que, no meio de uma discussão, algum familiar consegue colocar para fora sentimentos e emoções trancados há muito tempo. Fazem uma catarse emocional, aproveitando aquele momento para "dizer umas verdades". Normalmente, segue-se um bate-boca interminável e infrutífero. Alguns conseguem acalmar os ânimos e pedir que parem de discutir.

Agora seria o instante mais importante para usarmos essa catarse como possibilidade de construirmos uma relação mais saudável, mais harmônica, quem sabe mais justa. Quem sabe não seria o momento para refletirmos sobre nossos erros e não o dos outros? E depois, com mais calma, voltar a conversar para encontrar caminhos e soluções mais saudáveis?

Quem não votou, tudo bem, respeito! Mas quem votou poderia, em janeiro de 2017, fazer uma catarse via e-mail para o seu vereador ou prefeito. Vá fazendo, desde agora, uma lista do que você quer que ele realize na câmara ou na prefeitura. Diga tudo o que achar necessário. Diga umas verdades! Mas, cuidado: você também receberá várias listas, certo? Já comecei a minha lista para meus leitores. Até janeiro.


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMQuanto custa o sorvete na área central de Santa Maria https://t.co/Xfpfj2nX6p https://t.co/ccrGap9fsehá 5 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMPor que está difícil encontrar o suspeito de cometer chacina em Pinhal Grande https://t.co/Wz6zXMAcC2 https://t.co/0uBCRnNHkyhá 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros