Cronistas do Diário: "Ocupações", por Diomar Konrad - Cultura e Lazer - Diário

Versão mobile

Opinião30/11/2016 | 06h59Atualizada em 30/11/2016 | 06h59

Cronistas do Diário: "Ocupações", por Diomar Konrad

Cronistas do Diário: "Ocupações", por Diomar Konrad Arte Rafael Guerra / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Arte Rafael Guerra / Agência RBS / Agência RBS

Com base nas ocupações das fábricas pelo movimento operário, nas estratégias do MST para garantir a Reforma Agrária ou nas tomadas de terra que ocorrem em solo urbano, esse tipo de movimento ganhou força com as ocupações de colégios e universidades. A força da estratégia é tão grande que até quem é contra optou por fazer outra ocupação, desta vez, para garantir que nada atrapalhe as aulas.

Temos aqui, então, dois níveis de ocupação: a primeira, a originária, que é aquela que ocupa para protestar, inviabilizando os serviços oferecidos e trancando a ¿pauta¿ dos trabalhos. E a segunda, que ocupa para garantir a normalidade dos acontecimentos. As primeiras seriam ocupações de esquerda, e a segunda, de direita, seguindo a clássica divisão estabelecida ainda na Revolução Francesa. Aliás, os adeptos das ocupações de esquerda estão sendo obrigados a usar dois bottons em suas manifestações. O primeiro diz ¿nenhum direito a menos¿, e o segundo, ¿nenhum direita a mais¿, em função do aumento do conservadorismo em nível mundial.

Leia mais textos dos cronistas do Diário 

Nesse sentido, poderíamos ter várias outras ocupações, ideia que me manteve ocupado durante a semana. Teríamos o Ocupa CFC, que permaneceria no local até que o valor cobrado pela carteira de motorista baixasse de preço; Ocupa SUS, para fazer com que melhorasse a qualidade e a oferta de serviços, e também contra a PEC, que congela verbas; Ocupa Posto, até que baixasse o preço dos combustíveis; Ocupa Mercado, para que os preços parem de subir; Ocupa estádios, para evitar rebaixamentos; Ocupa Cuba, para evitar a volta ao capitalismo; Ocupa ônibus, para reduzir a tarifa e melhorar a qualidade dos serviços; Ocupa buracos, para protestar contra as más condições das estradas; Ocupa Caixa, para garantir o Bolsa-Família e o seguro-desemprego; Ocupa lotérica, para acompanhar os sorteios e evitar maracutaias; Ocupa Congresso Nacional, assembleias legislativas e governos estaduais e municipais para convidar os deputados senadores e governantes corruptos a abdicar do mandato, fazendo uma fila indiana do plenário até os gabinetes para recolher seus pertences e outra fila indiana acompanhando-os até o lado de fora.

Quase no fim do texto, começo a ouvir um barulho alto vindo da rua. Talvez, seja o pessoal do ocupa crônica.


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMConfira as vagas de empregos do Sine para segunda-feira em Santa Maria https://t.co/keWO2QnuTn https://t.co/eGx5HrXDVkhá 8 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSM34 coisas para fazer em Santa Maria e região neste final de semana https://t.co/c11n0S8KbU https://t.co/9o1wex3ugUhá 9 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros