VÍDEO: Élle de Bernardini apresenta nova performance em Rio Grande - Cultura e Lazer - Diário

Versão mobile

Performance17/10/2016 | 20h51Atualizada em 17/10/2016 | 20h51

VÍDEO: Élle de Bernardini apresenta nova performance em Rio Grande

Registro em vídeo da performance executada no Ruído.Gesto 2016 (FURG), considerado o mais importante evento de performance do sul do país, reunindo artistas de todas as regiões do Brasil

VÍDEO: Élle de Bernardini apresenta nova performance em Rio Grande Élle de Bernardini/Arquivo Pessoal
Foto: Élle de Bernardini / Arquivo Pessoal

Quem acompanha o trabalho de Élle de Bernardini sabe que dar a cara pela arte é algo quase rotineiro em sua trajetória. Em 2014, a artista mergulhou no terror da Ditadura Militar em uma performance perturbadora. Na ocasião, sentada em uma cadeira, ela teve dezenas de copos de água arremessados em seu rosto. Pouco mais de dois anos depois, Élle voltou a fazer de sua própria pele o instrumento de reflexão que norteia suas criações.

Vila Gastronômica voltará a Santa Maria em novembro

Desta vez, a artista levou a performance Campo de Contato II Tapas Pra Que Te Quero? ao Ruído.Gesto Ação&Performance 2016 CorpoaCorpo. Considerado o mais importante evento de performance do sul do país, reunindo artistas de todas as regiões do Brasil, o encontro é promovido pelo curso de Artes Visuais da Universidade Federal do Rio Grande (Furg). Foi nesse ambiente que, no último dia 6, a artista entrou no saguão do Prédio das Artes da instituição, pôs para tocar Verdi, Mozart e Saint Saens, escreveu a giz uma indicação na parede, sentou em uma poltrona e, por 16 minutos, foi estapeada por inúmeras pessoas.

Grife porto-alegrense lança coleção de roupas sem gênero

– Campo de Contato é uma série de performances onde meu rosto é o campo onde o público tem de agir. Sempre dou uma indicação, distribuindo um panfleto ou escrevendo na parede. E o público que está presente na performance tem de agir, ou não, conforme o que indiquei. A escolha do rosto se dá pelo fato de ele próprio ser ambíguo, remeter a uma imagem feminina, quando, na verdade, por natureza, minhas células são masculinas. E meu rosto, desde a infância, sempre foi assim, sem nenhuma interação cirúrgica. Ele é uma zona problemática – comenta Élle.

 Radicada há 10 anos em Santa Maria, Élle explica que Campo de Contato II Tapas Pra Que Te Quero? propõe uma reflexão sobre a banalização da violência por meio do que a filosofa Hannah Arendt, no século passado, chamou de a institucionalização do mal. Ou seja, o objetivo é encarar a violência física como um experimento afim de descobrir como as pessoas, hoje, agem quando a violência é permitida.

Ainda há vagas para oficinas da Escola Municipal de Circo de Santa Maria

–A ideia base é que o público se coloque na dúvida sobre se deve ou não seguir a minha indicação. E, a todo momento, ele está confrontado com sentimentos de coragem, dúvida, incerteza, se deve agir ou não. As propostas são quase sempre de caráter moral, violento e inesperadas, justamente, para que a reação do público seja de choque, de impacto. E ele se torne responsável pela obra, como um coautor, pois se ele não interage a obra não acontece, e se ele interage o resultado dessa interação é chocante – explica Élle.

A performance foi registrada, e o vídeo foi publicado na íntegra pela revista portuguesa Performatus. Uma versão reduzida do material você confere abaixo. Lá, ficará sabendo como os presentes, em sua maioria jovens universitários, agiram frente a Élle.


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMVÍDEO: assista ao primeiro trailer de "Homem-Aranha: De volta ao lar" https://t.co/RYVxAgCinI https://t.co/Fvyeyg81c5há 2 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMTerrasamba fará show em Santa Maria https://t.co/7ArpSoGDWi https://t.co/RHl5VwVkAbhá 22 minutosRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros