Memorial do Colégio Maneco é reinaugurado em Santa Maria  - Cultura e Lazer - Diário

Versão mobile

Educação27/08/2016 | 07h31Atualizada em 27/08/2016 | 07h32

Memorial do Colégio Maneco é reinaugurado em Santa Maria 

Acervo conta com peças que contam a história da Viação Férrea 

Memorial do Colégio Maneco é reinaugurado em Santa Maria  Divulgação Manoel Ribas/Divulgação Manoel Ribas
Foto: Divulgação Manoel Ribas / Divulgação Manoel Ribas
Alessandra Noal
Alessandra Noal

Especial

As atividades do Memorial do Colégio Estadual Manoel Ribas, de Santa Maria, foram retomadas no dia 10 de agosto. O espaço estava desativado desde 2005, devido à indisponibilidade de recursos humanos para manutenção. O principal objetivo da iniciativa é promover ações educativas voltadas os estudantes dos ensinos Fundamental, Médio e Superior de diferentes instituições de ensino, bem como a comunidade.

Planetário móvel leva lições de astronomia para alunos de Santa Maria

O acervo conta com mais de 280 peças entre móveis, objetos e equipamentos relacionados com a história da Viação Férrea, da Cooperativa dos Ferroviários e da própria escola. De acordo com professor Elder Luiz Santini, o espaço tem a intenção de resgatar a memória ferroviária, destacando a grandeza e importância que essa instituição tem para o desenvolvimento do município. Ele acredita que isso torna o espaço fundamental para a manutenção da história e da cultura da cidade.

– Pretendemos, a partir de agora, iniciar um trabalho de procura e resgate de peças que possam ser anexadas ao acervo. Contamos com doações de objetos por parte da comunidade, principalmente, de pessoas ou familiares que tiveram algum vínculo com a Viação Férrea – diz Santini.

Santa Maria recebe 250 novos contêineres para coleta de lixo 

O acervo do memorial também conta com mais de 2,5 mil fotos, 735 slides, 60 quadros e banners e 42 pastas com documentos e fotos de alguns ex-alunos do colégio. 

Desde o final de 2014, a equipe diretiva da escola, com o apoio da 8ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), estava buscando recursos para que o memorial voltasse a funcionar, o que foi possível por meio de projetos educacionais encaminhados à Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

Professora da UFSM ganha prêmio por pesquisa de novos tratamentos para as dores da esclerose múltipla

O espaço surgiu com a restauração do Maneco, em 2000. O próprio edifício foi reconhecido como Patrimônio Histórico Municipal e, em 2000, tombado como Patrimônio Histórico e Artístico do Estado.

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAcidente deixa uma motorista morta na ERS-342 em Cruz Alta https://t.co/lVJnmkEgNW https://t.co/JxiB5vzdwUhá 27 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCandidatos à prefeitura de Santa Maria percorrem ruas do Centro em cadeiras de rodas https://t.co/LVLSIiEI6H https://t.co/b6oA7rxa4ihá 21 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros