Acústicos & Valvulados faz show na sexta-feira em Santa Maria - Cultura e Lazer - Diário

Versão mobile

Décadas de chalaça23/08/2016 | 06h16Atualizada em 23/08/2016 | 06h16

Acústicos & Valvulados faz show na sexta-feira em Santa Maria

Apresentação da banda, que comemora 25 anos de estrada, será no Aruna Club

Acústicos & Valvulados faz show na sexta-feira em Santa Maria Danilo Christidis/Divulgação
Foto: Danilo Christidis / Divulgação

Poucas bandas emplacaram tantos hits em rádios gaúchas como a Acústicos & Valvulados. Pois o sexteto porto-alegrense volta a Santa Maria na próxima sexta-feira, quando irá revisitar seus 25 anos de estrada e, claro, colocar o público para cantar a plenos pulmões essa generosa lista de sucessos. A apresentação será no Aruna Club.

O ano era 1991, o mundo se rendia às guitarras distorcidas de Seattle, e a MTV dava os primeiros passos no Brasil. Longe do centro do país e na contramão do hipe causado pelo grunge, um bando de moleques mergulhava no universo rockabilly, uma das inúmeras vertentes musicais que compunham o cenário da Osvaldo Aranha nos idos de 1990. Do gosto em comum por nomes como Stray Cats, Eddie Cochran, Chuck Berry e Buddy Holly, nasceu a Acústico & Valvulados.

Leia mais notícias de cultura e lazer

Apesar do pouco apelo pop, a veia rockabilly acabou sendo o diferencial na trajetória da Acústicos & Valvulados. O som dos caras acabou chamando a atenção do então VJ da MTV Luiz Thunderbird, que levou o a banda para a TV. A exposição impulsionou o grupo, que participou da coletânea Chá das Quatro (1994) e, dois anos depois, lançou seu primeiro disco, God Bless Your Ass (1996).

Aos poucos, o rockabilly e as letras em inglês foram cedendo espaço para novas influências, o que acabou sendo determinante para a carreira da banda. Prova disso foi que, entre 1999 e 2000, o CD Acústicos & Valvulados — encartado na Revista Atlântida Especial — vendeu mais de 35 mil cópias. Não era para menos, afinal, o álbum trouxe alguns dos principais hits da carreira da banda como Fim de Tarde Com Você, Até a Hora de Parar e O Dia D é Hoje.

Em 2001, o álbum homônimo colocou o Acústicos & Valvulados de vez no cenário musical brasileiro. Com produção do tecladista Henrique Portugal e do baterista Haroldo Ferreti, ambos do Skank, o disco tomou o dial das rádios com sucessos como O Nome Dessa Rua, Milésima Canção de Amor, Suspenso no Espaço, Remédio e Quintal. Dois anos depois, a banda teve a música Deus Quis incluída na trilha sonora do reality global Big Brother Brasil e, além de arrancar elogios da imprensa nacional, abriu um show dos dos ingleses Echo & The Bunnymen, em São Paulo. Em 2005, foi a vez de Rafael Malenotti e companhia abrirem a apresentação dos então salvadores do rock The Strokes, em Porto Alegre.

Em ritmo acelerado

Anos depois, em 2010, a banda deu uma guinada na carreira. Sentindo as transformações do mercado fonográfico, a Acústicos & Valvulados decidiu se autogerir. Ou seja, passou a controlar a distribuição de discos e a agenda de shows. Desde então, foram dois álbuns de estúdio — Grande Presença (2010) e Meio Doido e Vagabundo — O Fino do Rock Mendigo (2014) — e a coletânea Diamantes Verdadeiros — O Top 10 da Era do Rádio (2014).

Com quase 1,5 mil shows na bagagem, a Acústicos & Valvulados faz jus ao status de uma das bandas mais estradeiras dos pampas. Mas o ritmo desse bonde da chalaça formado por Malenotti (voz, violão), Alexandre Móica (guitarra, voz), Paulo James (bateria), — trio remanescente da formação original — Daniel Mossmann (guitarra), Diego Lopes (baixo) e Luciano Leães (piano, hammond, wurlitzer) continua acelerado. Além do lançamento em vinil 180 gramas de Meio Doido Vagabundo e Diamantes Verdadeiros, neste ano, os caras trabalham em um novo álbum de inéditas e em um livro com histórias da banda.

— Estamos no momento de aproveitar o que construímos nesses anos e de ter nos tornado referência para quem faz e gosta de rock no Brasil. É um alicerce seguro para nos mantermos na estrada por um bom tempo ainda — concluiu Malenotti, em entrevista à Zero Hora.

Acústicos & Valvulados

Com: Rafael Malenotti (voz, violão), Alexandre Móica (guitarra, voz), Paulo James (bateria), Daniel Mossmann (guitarra), Diego Lopes (baixo) e Luciano Leães (piano, hammond, wurlitzer)

Quando: sexta-feira, às 23h,

Classificação: 18 anos

Onde: Aruna Club (Avenida Walter Jobim, 300). Fone: (55) 3025-2929

Quanto: R$ 25 (1º lote), R$ 30 (2º lote) e R$ 35 (3º lote). À venda nas lojas Sarah Concept (Galeria Chami e Royal Plaza Shopping) e pelominhaentrada.com.br. 

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMUnifra promove Mostra das Profissões nesta quarta e quinta-feira https://t.co/tfUxqX6f78 https://t.co/fV7JQqXMEchá 42 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMFOTOS: fim de semana de gastronomia, música e diversidade em Santa Maria https://t.co/iYlSZmsVBE https://t.co/x5Xg8T70i0há 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros